Fabiano Panizzi

About Vida de Fotografo

Oi, meu nome é Fabiano Panizzi, vivo a fotografia e gosto de compartilhar conhecimento. Aprendo muito pela internet e espero que esse blog sirva para algum tipo de aprendizado. Assim pretendo colocar um pouco da minha vida de fotógrafo. Por muitas vezes sinto falta de inserir algum texto junto das minhas imagens, falar um pouco de como foram feitas, técnicas utilizadas ou simplesmente um comentário qualquer. Sintam-se a vontade em comentar, sendo um elogio, critica, sugestão. Mas comentem, é muito importante e incentivador para manter esse blog.
FABIANO PANIZZI FOTOGRAFIA
www.fabianopanizzi.com
www.twitter.com/fabianopanizzi

Archive: ‘Curso’



Correndo riscos na fotografia

segunda-feira, junho 20th, 2011

Participar de cursos, palestras e workshops de fotografia é sempre um aprendizado. E nessa última semana participei do WS da Márcia Charnizon que aconteceu aqui em Porto Alegre. Márcia iniciou sua trajetória no mundo da fotografia aos treze anos. Em 2009, foi premiada em Paris, no prêmio PX3, um dos mais importantes prêmios europeus de fotografia, com a foto “The Bride”, que ficou em segundo lugar na categoria Wedding Portraiture. Uma fotógrafa muito experiente, e com muita vontade de compartilhar conhecimento.

O tema era “Correndo riscos na fotografia”. Mostrando que o simples é diferente do fácil, não perceber somente a parte visual mas sim a sonoridade do local. Se cada um tem uma percepção sobre a mesma coisa, não fazer o que todos fazem, tentar buscar a sua singularidade. Burlar suas convicções, ou seja, mudar conceitos e dispositivos. Muitos reclamam de fotografar a mesma coisa, ou no mesmo local, aproveite-se disso para correr riscos. Direção de modelos foi um tema bem discutido e a Márcia Charnizon soube mostrar bem o que fazer e o que não fazer.

O WorkShop foi dividido em 3 partes:

- PARTE I
A ROTINA – a previsibilidade e a imprevisibilidade. Como lidar com essas realidades na fotografia de casamento e a busca das soluções
PARTE II
-TÉCNICA – softwares, equipamentos utilizados e formas de uso (câmeras/ iluminação e pós-produção).
PARTE III
- TEORIA e PRÁTICA – quebrando regras na criação, captação de luz, e ampliando as possibilidades em ambientes fechados ou difíceis para fotografar.

Durante a aula prática fizemos alguns clics com uma modelo de noiva e um rapaz fazendo a vez de noivo. O resultado foi esse:






Abraço,
Fabiano

Curso de Maquiagem

segunda-feira, abril 13th, 2009

Peço desculpas pela falta de postagens aqui no blog. Estou pulando várias coisas que eu gostaria de colocar aqui para dizer que fiz um curso de maquiagem.

Espera, espera, eu explico melhor. A maioria dos homens, no caso eu também, conhecemos muito pouco de maquiagem. A minha idéia de participar de um curso desse era ter noção do processo de maquaigem profissional e mais, saber como pedir e o que pedir para uma maquiadora. Esse curso foi voltado exclusivamente para fotógrafos!!

As vezes olhamos uma menina maquiada e eu não conseguia dizer exatamente o que eu queria ou o que poderia ser feito. Agora me sinto um pouco mais apto para pedir alguma correção ou até sugerir alguma coisa pra a maquiadora.

Só sei que foi bem legal … valeu muito participar do processo de maquiagem!!

Agradeço a maquiadora Michelle e a modelo Lara por todo o ensinamento.

Algumas fotos:

Abraço,
Fabiano

Curso de Fotojornalismo

quarta-feira, junho 4th, 2008

No mês de Abril fiz um curso de Fotojornalismo pela FABICO. Durante as oito noites do curso pude aprender a olhar o fotojornalismo de um modo bem diferente. Inclusive gostei dos cursos por eles oferecidos, pretendo fazer outros.

Aprendi o que pude, pois não dá para resumir algumas cadeiras da faculdade em apenas “meia dúzia” de aulas. Mas o pouco que vi, realmente gostei. Vimos um pouco da história, conceitos, divisões do fotojornalismo. Consegui entender as diferentes formas que ele é apresentado, seja ele diário, mensal, foto-ensaio ou foto reportagem. Aprender que somente uma foto não faz seu papel sozinha, precisa de uma legenda. Além do que, dentro do possível ser conceitual, modera e que realmente seja coerente com o que a matéria quer mostrar. Vimos casos que a foto o primeiro impacto seria de uma coisa boa, mas ao lar, tu percebes que a foto não representa o que a matéria quer passar.

Podemos fazer alguns exercícios práticos. O primeiro recebemos uma pauta para apresentar na aula seguinte. Mostrar o que é ser gaúcho. Exercício bem legal, pois é estranho nós que somos gaúchos ter que demonstrar isso em uma foto. Tirei uma tarde e fui atrás da minha pauta. Consegui um material bom, mas chegando no curso veio a surpresa, a professora escolheu uma foto minha como a que melhor se encaixava na pauta!! Fiquei tri feliz né … hehehe

O segundo era montar uma reportagem baseado em alguma revista. Fazer toda a diagramação, não era necessário texto, somente título e legendas. Fiz em conjunto com um colega, mas infelizmente não pude comparecer na apresentação do nosso trabalho, pois tinha um evento na noite que iríamos apresentar. Escolhemos o tema “Vida nas Sinaleiras” e a diagramação foi com base na Revista Veja.

Resumidamente, vimos muitas fotos, discutimos todas elas e isso foi ÓTIMO para apurar um pouco mais um olhar fotojornalista!! Fiquei muito contente.

Abraço,
Fabiano

 

All Images Copyright Vida de Fotografo e Fabiano Panizzi Fotografia